NEW FEATURE! You can now use your credit card to buy cryptocurrencies! Read more here

O Bitcoin está se tornando cada vez mais popular, e gradualmente se infiltrando no mainstream. Entretanto, é frequentemente mal compreendido, o que gerou uma notoriedade desonesta na mídia. Como resultado, muitas pessoas são mal informadas sobre o que o Bitcoin realmente é, como o Bitcoin é criado ou como o Bitcoin funciona.

Não há nada de errado com isso, é claro. É uma nova tecnologia e você só pode aprender por conta própria, visto que não há escolas que ensinam isso. Levando esse fato em consideração, estamos felizes que você nos encontrou, pois sempre nos esforçamos para ensinar!

Nesta publicação, nós te daremos todas as informações básicas necessárias e tudo sobre Bitcoin, e te daremos uma compreensão melhor de por que acreditamos que é uma tecnologia tão interessante.

Vamos começar!

 

Lista de conteúdo

O que é Bitcoin?

O Bitcoin foi criado em 2008 por uma pessoa ou organização misteriosa sob o pseudônimo de Satoshi Nakamoto. Sua identidade permanece desconhecida, e provavelmente continuará para sempre.

A ideia inicial para a moeda virtual Bitcoin foi publicada por Satoshi em um artigo científico intitulado Bitcoin: Um Sistema de Dinheiro Eletrônico Peer-to-Peer. Resumidamente, ele diz:

Uma versão puramente peer-to-peer de dinheiro eletrônico permitiria que pagamentos online fossem enviados diretamente de uma parte para outra, sem passar por uma instituição financeira. As assinaturas digitais fornecem parte da solução, mas os principais benefícios são perdidos se um terceiro confiável ainda é necessário para evitar o gasto duplo. Nós propomos uma solução para o problema de gasto duplo usando uma rede peer-to-peer.   A rede insere data e hora nas transações através de um hash em uma cadeia contínua de prova-de-trabalho à base de hash, formando um registro que não pode ser alterado sem refazer a prova-de-trabalho. A cadeia mais longa não só serve como prova da seqüência de eventos testemunhados, mas prova de que ela veio do maior pool de CPUs. Enquanto a maioria do poder das CPUs é controlada por nós que não estão cooperando para atacar a rede, eles irão gerar a cadeia mais longa e superar os atacantes.  A própria rede requer estrutura mínima. As mensagens são espalhadas em regime de melhor esforço, e nós podem sair e regressar a rede à vontade, aceitando a cadeia mais longa de prova-de-trabalho, como prova do que aconteceu enquanto eles estavam fora.

O resumo acima utiliza terminologia científica, então vamos dar uma olhada no Bitcoin em uma linguagem mais realista.

O Bitcoin é uma moeda digital descentralizada, pois o sistema opera sem um banco central ou um único administrador. O valor e a demanda dessa moeda digital são controlados pelos próprios usuários. De certo modo, é uma moeda que verdadeiramente pertence ao povo.

Bitcoin é uma criptomoeda porque é uma moeda digital que age como meio de troca e usa criptografia para proteger transações financeiras, controlar a criação de unidades adicionais (novas moedas), e verificar a transferência de fundos.

Bitcoin é um sistema de código aberto, de forma que não há dono e todos podem participar em seu uso e desenvolvimento.

Dessa forma, o Bitcoin remove pelo menos um tipo de intermediário: instituições bancárias. Vamos dizer que você precisa transferir 1000 EUR do Brasil para sua família na Alemanha. O dinheiro passa pelo banco no Brasil e taxas são cobradas pelo processo de transferência de fundos. O banco alemão da sua família cobra taxas adicionais, e todo o processo pode levar vários dias, especialmente quando você envia dinheiro para um país com moeda nacional diferente.

Não há instituições centralizadas no ecossistema do Bitcoin para cobrar taxas, e as transações podem ser processadas dentro de poucos minutos, mesmo que você envie seus fundos do outro lado do mundo. Além disso, é uma moeda que não é limitada por fronteiras nacionais.

Agora sabemos que instituições bancárias têm altas taxas, são normalmente devagar em suas operações, e possuem certas restrições geográficas. Mas isso não é tudo. Por exemplo, bancos podem, a qualquer momento, congelar as contas de seus clientes, às vezes por motivos fracos. Como resultado, algumas pessoas acreditam que bancos têm poder demais.

Talvez você tenha notado que o Bitcoin foi criado pouco depois da crise financeira de 2008. Algumas pessoas até mesmo acreditam que a crise ajudou a acender a ideia de uma moeda descentralizada e que foi um dos principais motivos para o surgimento do Bitcoin. Não é uma ideia exagerada, porque o Bitcoin representa um futuro possível para o sistema monetário.

 

O que é Bitcoin: O Básico

O Bitcoin é uma moeda completamente digital, Podendo ser usada para vários tipos de transações, pagamentos online, transferências internacionais baratas etc.

Resumindo, é a primeira adoção generalizada de um sistema de pagamento que não é controlado por um governo.

Organizações governamentais e bancos emitem ou geram dinheiro novo (EUR, USD, GBP etc.) indeterminadamente, enquanto o Bitcoin possui uma oferta limitada de 21 milhões de moedas. No momento, por volta de 17,5 milhões de moedas já foram criadas, mas espera-se que o último Bitcoin seja minerado pelo ano de 2140.

A abreviação aceita para o Bitcoin é BTC. Um Bitcoin pode ser dividido em 8 decimais e sua menor unidade é informalmente chamada de satoshi. Isso é, ele equivale a centésima milionésima parte de um Bitcoin, ou 0.00000001 BTC.

Acompanhe a o preço da moeda Bitcoin aqui.

 

O que é Bitcoin: O que é blockchain?

Como funciona a blockchain? Neste capítulo, analisaremos a tecnologia blockchain em maiores detalhes.

Cada transação na rede do Bitcoin é documentada em algo chamado de blockchain. Ela é um livro-razão público (basicamente, uma lsita de todas as transações) que é mantido e atualizado por centenas de mineradores ao redor do mundo (mais sobre mineração abaixo). Todas as transações são anônimas, mas estão publicamente disponíveis para acesso.

Como os Bitcoins são criados? Descubra nos dois capítulos seguintes. 

 

O que é Bitcoin: O que é mineração de Bitcoin?

bitcoin coin

O Bitcoin é criado por computadores que participam no gerenciamento desse registro ou banco de dados público. Os computadores verificam e validam as transações de Bitcoin e são recompensados com novos Bitcoins quando adicionam um novo bloco à blockchain com êxito. Esse processo é chamado de mineração, e os computadores são conhecidos como mineradoras.

A mineração é um sistema de consenso distribuído. É usada para validar transações que aguardam serem incluídas na blockchain. É assim que a ordem cronológica das transações é alcançada e a neutralidade da rede é protegida.

Regras rigorosas de encriptação previnem quaisquer modificações, uma vez que cada bloco contém um registro das últimas transações e uma função matemática especial que aponta para o bloco anterior na blockchain.

Qualquer tentativa fraudulenta ou maliciosa para mudar os dados do bloco causaria todos os blocos seguintes serem invalidados. Você nunca seria capaz de adicionar tal bloco na blockchain porque não haveria um consenso.

Indivíduos não podem influenciar a blockchain, nem substituir partes da corrente na esperança de manipular as transações. Isso garante que as transações registradas continuem na blockchain para sempre e não possam ser modificadas posteriormente.

 

Como Bitcoin é criado?

Agora que entendemos melhor a tecnologia da blockchain, podemos examinar melhor o processo de criar novos Bitcoins.

Um novo bloco é adicionado à blockchain a cada 10 minutos. As mineradores mais bem sucedidas são premiadas com os Bitcoins recém-criados. Você deve entender que o prêmio nunca é dado a apenas uma pessoa, já que ninguém no mundo possui poderio computacional o suficiente para resolver as complexas operações matemáticas requisitadas para um bloco eficaz. Um grande número de mineradoras resulta em uma rede mais segura.

Como resultado, os mineradores colaboram e agrupam sua capacidade computacional nos chamados “reservatórios de mineração“. A recompensa é, então, distribuída em proporção ao trabalho e força que colocaram (aqueles com uma contribuição maior de capacidade computacional recebem prêmios maiores).

A gratificação é cortada pela metade a cada 210,000 blocos. No início, os mineradores eram recompensados com 50 Bitcoins, e em 2012 a recompensa foi cortada pela primeira vez (para 25 Bitcoins). A segunda divisão ocorreu em 2016. E aqui estamos atualmente com um prêmio de 12.5 Bitcoins. A próxima divisão está projetada para maio de 2020.

A recompensa é cortada pela metade aproximadamente a cada quatro anos. Obtemos esse calendário ao multiplicar dez minutos (o tempo médio para um novo bloco) com 210.000 (número de blocos necessários para alcanár a divisão). Como fã de esportes, é interessante que os eventos de divisão ocorram no mesmo ano das Olimpíadas de Verão.

A essência disso é: Um maior número de mineradores proporciona uma rede mais segura, mas também causa um aumento na dificuldade de mineração. Isso ocorre porque o sistema garante que o bloco é adicionado a cada 10 minutos (nem mais cedo ou mais tarde).

 

Quais são os valores fundamentais do Bitcoin?

Para nos ajudar a entender as principais vantagens do Bitcoin, também podemos olhar para os valores principais do Bitcoin que podem ser resumidos nos próximos três tópicos.

  1.   Descentralização: o problema de gasto duplo é resolvido (transações não podem ser duplicadas, o que previne a criação infinita de novas moedas).
  2.   Oferta limitada: não é possível ter mais de 21 milhões de Bitcoins (proporcionando uma oferta previsível e aumento na demanda).
  3.   Criptografia: é impossível saber os detalhes do remetente/destinatário (as transações são anônimas).

Vamos explicar cada tópico em detalhes …

 

O que é Bitcoin: Descentralização

Para entender como o Bitcoin funciona, é essencial entender o que é uma rede descentralizada. O conceito de descentralização já foi descrito acima, mas podemos olhar de um outro ponto de vista. Quando você visita seu navegador e digita “www.google.com“, seu computador inicia uma conversa com os servidores do Google. O navegador, então, mostra vários resultados de busca. Se os servidores do Google não estiverem disponíveis por qualquer razão, você não poderá ver esses resultados. Isso ocorre porque os dados estão armazenados em uma rede centralizada.

Em uma rede descentralizada, podemos evitar tais problemas.

 

O que é Bitcoin: Oferta limitada

A principal vantagem da oferta limitada é o conceito de oferta e demanda. As pessoas sempre atribuem um valor de Bitcoin maior para coisas raras, o que significa que uma oferta menor geralmente leva a uma demanda maior, e, assim, preços maiores. Imagine carros raros (antigos) ou pedras raras.

O Bitcoin é baseado no mesmo conceito, uma vez que sua oferta é limitada a 21 milhões de moedas, e nunca haverá mais moedas em circulação.

 

O que é Bitcoin: Criptografia

O Bitcoin usa criptografia (uma técnica para comunicação criptografada ou segura) para converter dados de transação. Um dos dispositivos históricos mais famosos para comunicação criptográfica é o Enigma, usado durante a Segunda Guerra Mundial.

Diferente do Enigma, no qual os Aliados conseguiram encontrar uma solução para decodificar as mensagens, a criptografia do Bitcoin é insolúvel. Pelo menos até agora, apesar de ser esperado que continue por um bom tempo, a menos que aconteça um grande salto nunca antes visto no poder computacional (computadores quânticos podem representar uma ameaça, mas eles estão longe de virarem uma realidade tão cedo).

O algoritmo criptográfico usado no Bitcoin é chamado criptografia de curva elíptica.

Também poderia ser chamado de criptografia de chaves públicas e privadas. Essa tecnologia possibilita que você prove a propriedade da sua carteira Bitcoin com um par de chaves criptográficas: uma chave privada e uma chave pública.

Uma combinação dessas chaves cria uma assinatura digital. O propósito principal para usar tal criptografia é criar uma referência digital segura da identidade do usuário.

A identidade do titular da carteira é então baseada na posse da combinação de chaves criptográficas públicas e privadas. Assinaturas digitais provam a posse dos seus ativos e permitem que você controle seus ativos.

Uma carteira Bitcoin é sempre composta de duas partes:

  •         A primeira parte é o endereço público (ou chave pública). É como um endereço de e-mail e você pode compartilhar com outras pessoas.
  •         A segunda parte é a chave privada. É como uma senha e nunca deve ser revelada publicamente.

Semelhante a uma assinatura escrita à mão, a assinatura digital é usada para verificar a identidade proprietária de uma carteira em particular. Além do mais, sua identidade atual permanece anônima, já que outras pessoas precisam apenas da sua chave privada se quiserem te enviar Bitcoin.

No caso do Bitcoin, assinaturas digitais são uma função matemática que combina com tal carteira. Se você anexar uma assinatura digital a uma transação, ninguém pode argumentar que essa transação não veio da sua carteira.

Chaves privadas são usadas para criptografar transações, enquanto chaves públicas são usadas para descriptografá-las. Dessa forma, devemos reiterar que a chave privada deve sempre estar protegida. A chave pública é destinada para ser compartilhada com terceiros, e garante que você é o dono do endereço que pode receber fundos. O remetente criptografa a transação com sua chave privada, que pode ser desencriptada apenas pelo destinatário com a chave pública do remetente.

 

O que é Bitcoin: Como comprar Bitcoin

Há muitas opções diferentes para a compra de Bitcoin. O método mais conveniente para iniciantes é, certamente, comprar através de uma corretora online.

Se é uma corretora regulamentada e licenciada, então você deverá usar seu nome, endereço e um passaporte ou uma carteira de identidade. Recomendo a Kriptomat porque é fácil de usar, confiável e você pode usar diferentes métodos de pagamento.

Outra opção é o caixa eletrônico de Bitcoin, ou ATM de Bitcoin. É um método de compra instantâneo e você pode permanecer anônimo. Pelo menos enquanto você ficar dentro das quantias mais baixas. Você pode usar o Bitcoin ATM para comprar Bitcoin diretamente com dinheiro ou com cartão de crédito.

Mas é um método um pouco menos conveniente porque você precisa achar uma localização física do caixa mais próximo. Dependendo de onde você está, isso não é necessariamente uma tarefa fácil.

Leia nosso artigo sobre Como comprar Bitcoin se você deseja saber mais.

 

O que é Bitcoin: o que se pode pagar com Bitcoin?

Você pode usar Bitcoin para comprar e vender bens e serviços.

Por exemplo, viajar seria cada vez mais fácil com Bitcoin porque você só iria precisar de uma moeda. Dá pra imaginar que você não precisa de dinheiro físico no seu bolso? Ou que você não precisa trocar o dinheiro quando chegar em um país novo? Você poderá usar Bitcoin de qualquer dispositivo em qualquer lugar do mundo.

Mesmo que você perca a sua carteira física, o Bitcoin estará sempre lá para você; armazenado com segurança na sua carteira virtual. Dessa forma, Bitcoin é um dos meios de pagamento mais convenientes quando se está viajando. Você pode usar Bitcoin para comprar viagens de avião, aluguel de carros, e hoteis; sem falar de pizza e propriedades, é claro. Vamos ver como se faz.

Você pode usar a Kriptomat como sua conta criptobancária pessoal quando estiver viajando ou vivendo sua vida normalmente. Você pode, então, usar seus fundos de criptomoedas quando desejar; enviá-los para sua carteira privada, para seus amigos ou família, ou para outros serviços.

 

Conclusão

O Bitcoin representa uma revolução no sistema monetário, e a tecnologia ainda é muito jovem. É uma moeda digital e um sistema de pagamento. Transações não precisam de intermediários e mais comerciantes aceitam a cada dia.

O criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, permanece anônimo, mas sua identidade não importa, na verdade. Sua ideia agora possui uma vida própria e não parece que a popularidade do Bitcoin vai diminuir tão cedo.

Comente abaixo se você tiver alguma pergunta! ?